A Luz dos Aboim

22/09/2010

Sobre conferências e comunicados

Filed under: SLB — Etiquetas:, , — Carlos @ 16:38

Também sou dos que acham que a conferência de imprensa de ontem do presidente da comissão de arbitragem da LPF, sobre os erros dos árbitros que têm prejudicado o Benfica, neste início de época, teve por finalidade legitimar as actuações lamentáveis que se verificaram. Deste modo, os adversários da verdade desportiva já poderão dizer que “houve prejuízo, sim senhor, mas o órgão próprio da arbitragem agiu, de imediato, sobre o sucedido, com toda a competência que se lhe conhece”

_________________________________________________________________________________________________________

Vítor Pereira admite que Olegário prejudicou o Benfica

Por Manuel Mendes

O presidente da Comissão de Arbitragem considera que o desempenho dos juízes está ao nível do das últimas épocas

O árbitro Olegário Benquerença falhou em Guimarães, não assinalando duas grandes penalidades a favor do Benfica. A análise é do presidente da Comissão de Arbitragem da Liga, Vítor Pereira, que ontem, numa iniciativa de esclarecimento, reconheceu que o árbitro de Leiria errou no lance em que Carlos Martins caiu na área e voltou a falhar quando um defesa cortou uma bola, também dentro da área vimaranense, pontapeando o pé do argentino Aimar. Mas confessou que tanto num como noutro caso Olegário tem a seu favor o facto de serem lances complicados de ajuizar.

“No caso do lance do Carlos Martins, em campo, o árbitro pode ficar com a ideia de ser o jogador a provocar o contacto e no do Aimar, no campo, fica com a ideia que o defesa corta a bola”, disse, adiantando que existem duas dimensões no lance: ao vivo e na televisão. “Ao vivo, ficamos com a noção de que é o defesa quem joga a bola; olhando na TV, o que se percebe é que o avançado interpõe o pé entre a bola e o defensor e este corta a bola, mas também pontapeia a perna do avançado. É um lance complicado de vislumbrar à vista desarmada”, analisou.

Ainda sobre o mesmo jogo, que motivou fortes protestos dos dirigentes benfiquistas, Vítor Pereira reconheceu que Cardozo estava em fora-de-jogo “milimétrico” num lance em que acaba por introduzir a bola na baliza, mas que o de Saviola foi mal assinalado, por mau posicionamento do árbitro auxiliar. “A colocação nestes lances pode fazer toda a diferença”, acrescentou.
Quanto às críticas que lhe foram dirigidas pelo presidente do Benfica, Vítor Pereira disse que não responde em conferências de imprensa a presidentes ou treinadores. Mas falou sobre a frase do responsável benfiquista de provavelmente estar feliz com aquela arbitragem. “Penso que essa frase não foi para me ofender, porque quando um elemento da minha equipa falha, falhamos todos. Ficamos todos insatisfeitos e eu sou um dirigente responsável”, explicou, adiantando que todas as nomeações são feitas com o devido critério. “São feitas com as melhores das intenções. Nomeámos um árbitro sem correr riscos. Dos melhores portugueses. Um árbitro da Liga dos Campeões para um clube que está na Liga dos Campeões. A nomeação era enquadrável com a exigência do jogo. Se, depois, o desempenho já não corresponde às qualidades intrínsecas das pessoas – árbitros e jogadores – isso merecerá a máxima atenção da nossa parte”, vincou, lançando um apelo. “Descredibilizar a arbitragem não é o melhor caminho”, insistiu.

Quando lhe perguntaram se estas críticas podem funcionar como uma forma de pressão sobre ele, Vítor Pereira diz que não anda nestas coisas há dois dias e que é imune a essas coisas. “Se for essa a pretensão, são tentativas completamente inócuas. Ando nisto há muitos anos e os dirigentes sabem que podem confiar nesta comissão”.

Árbitros ao mesmo nível

Questionado sobre se está satisfeito com o desempenho dos árbitros, Vítor Pereira preferiu dizer que gostaria que o trabalho fosse perfeito, mas que isso é impossível. “Os padrões e índices de qualidade da arbitragem destas cinco jornadas vão ao encontro de padrões semelhantes a anos anteriores, à mesma jornada. Duas ou três décimas acima do ano passado”, resumiu, neste “balanço pedagógico” em que se recorreu de imagens para mostrar mais erros (como a grande penalidade do Rio Ave contra o FC Porto ou o golo em fora-de-jogo de Liedson frente à Naval), mas também decisões acertadas dos árbitros.

E concluiu: o árbitro, em caso de dúvida, não deve punir. Além disso, Vítor Pereira garantiu que muitas das estratégias dos árbitros foram traçadas com os treinadores no início da temporada, com o objectivo de preservar o espectáculo.

In Público de 22/09/2010

_________________________________________________________________________________________________________


É por isto que não estou de acordo com os termos do comunicado do nosso clube sobre a conferência de imprensa que foi dada pelo Sr. Vitor Pereira.

Comunicado do SLB (in site oficial do Clube)

Acho que os nossos dirigentes deveriam continuar a exercer pressão sobre o presidente da comissão de arbitragem para impedir de vez os roubos descarados a que temos estado sujeitos, bem como os benefícios também descarados que têm sido proporcionados aos nossos adversários directos na disputa do título nacional (i.e. fcp e scp).

Não me esqueço de que o actual responsável pela LPF “tirou o curso” na escola dos andrades e de que não gostei nada do apoio que o nosso Presidente lhe proporcionou para ser eleito, mas disso conto tratar oportunamente, num próximo post.

No próximo sábado já veremos a disposição dos apitadores de serviço, depois da intervenção do seu presidente.

Anúncios

5 comentários »

  1. O problema, para mim, é que, ou muito me engano, ou o Glorioso no próximo jogo vai sair beneficiado de um qualquer lance de jogo, vai ganhar o jogo e toda a gente vai dizer que ganhámos porque pressionámos os árbitros…

    Concordo com a parte em que dizemos que a Comissão de Arbitragem reconhece a adulteração da tabela classificativa, insistindo nesse aspecto; mas acho que deveríamos ter ido mais longe: o Vítor Pereira diz abertamente que “o que o Benfica deveria fazer não é criticar a arbitragem”, que “assim, o campeonato vai ser muito difícil”, que deveria antes “haver contenção” – ora isto, para mim, são claras ameaças…! Parece dizer “se não se calam…..”

    Acho que poderíamos ter voltado a ser duros! E, mais que levantar qualquer suspeita acerca da intenção das palavras do Vítor Pereira, deveríamos ter perguntado “o que se faz, agora que toda a gente sabe que a classificação está adulterada?”.

    Só para lançar o caos…

    Comentar por BLA — 22/09/2010 @ 16:55

    • Ótima sugestão. Estou plenamente de acordo.

      Comentar por Mr C — 22/09/2010 @ 16:59

  2. Eu acho que o Vítor Pereira não falou mal, tal como o nosso comunicado focou os pontos essenciais.

    Admitimos a coragem do homem ao reconhecer que a classificação está adulterada, e deixamos bem claro que não queremos ser beneficiados, queremos verdade desportiva. Queremos critérios iguais para todos. E para mim arruma-se o episódio.

    A mim interessa-me lutar as lutas que ainda posso ganhar: depois dos erros desmascarados e dos dedos apontados, infelizmente pouco mais há a fazer porque não se vão repetir jogos nem tirar pontos a ninguém.

    E sendo assim, eu preferia que tivéssemos vindo esta semana desmascarar os erros que o Xistra cometeu no domingo! Isso sim, era continuar a lutar uma luta que ainda não ganhámos, que é a luta pela competência dos árbitros.

    Comentar por kravi — 23/09/2010 @ 02:16

  3. Como referido nos comentários anteriores e defendo há muito tempo, também queria que, ganhando ou perdendo, todas as semanas fosse feita uma análise séria às arbitragens de cada jornada, desmascarando os erros a favor ou contra. A falta de insistência, por parte dos nossos dirigentes e técnicos, quanto à lamentável actuação do árbitro xistra, no passado fim de semana, leva-me a pensar que ficaram satisfeitos com a intervenção do presidente dos árbitros e que não irão ser hostis até que voltemos a ser prejudicados. Se se trata de uma estratégia, não posso estar mais em desacordo com isso.

    Comentar por Mr C — 23/09/2010 @ 11:28

  4. Ainda acerca do comunicado da Comissão de Arbitragem, deveria o SLB ter voltado a referir que a atribuição, pela AF Porto, de um prémio por “bom serviço” ao O. Benquerença, imediatamente antes deste apitar um jogo de um clube que luta directamente pelos mesmos objectivos que o clube mais importante inscrito naquela Associação, é altamente despropositado e suspeito!

    Deveríamos ter voltado a referir este assunto e dizer que as explicações do Vítor Pereira, de que “todas e quaisquer actividades que promovam a Arbitragem são bem vindas” não nos convenceram. Há timings e timings… A AF Leiria fê-lo antes da época começar, logo após o Mundial, por exemplo…

    Também pela falta de reacção mais forte a este assunto, achei que o nosso comunicado foi demasiado soft. Para quem se mostrou tão ofendido, as explicações dadas não deveriam convencer…

    Comentar por BLA — 23/09/2010 @ 13:03


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: