A Luz dos Aboim

23/01/2011

Estatísticas SLB – CDN

Filed under: Estatísticas, SLB — Etiquetas:, , — kravi @ 15:48

Anúncios

7 comentários »

  1. Na minha opinião, jogo muito bom até à saída do Pablito Aimar e, mais tarde, do Cardozo. Com trocas de bola fantásticas e inúmeras situações de golo criadas! Três golos e uns quantos outros falhados.

    Após a saída do Aimar e do Cardozo a equipa perdeu clarividência no meio-campo e uma referência no ataque. Passámos a errar muitos passes e a correr atrás da bola, com maus posicionamentos e falta de entendimento entre os jogadores…

    Acabámos por segurar a vantagem, com o último golo do Jara, mas mais uma vez se regista (pelo segundo jogo consecutivo) o aparente relaxar demasiado dos jogadores, assim que atingimos uma vantagem considerável… Mau sinal!

    Gostei de ver o Saviola a trabalhar imenso, apesar de ter falhado um golo de baliza aberta. O Salvio parece incansável; a forma como a bola se lhe cola aos pés entre ele e a linha lateral, num reduzido espaço de meio metro de largura, é fantástica! O Coentrão está em clara subida de forma e de volta às grandes arrancadas. O entrosamento entre Luisão e Sidnei não é naturalmente o melhor, mas a passividade do Roberto nos lances dos golos sofridos é igualmente gritante e igualmente responsável pelo desfecho dessas jogadas…

    Bom resultado, contra uma equipa complicada mas que, ao vir jogar à Luz desinibida, nos facilitou um pouco a vida.
    De qualquer forma, grande exibição durante cerca de 60 minutos! Viva o Glorioso!

    Comentar por BLA — 23/01/2011 @ 16:39

  2. Eu parece-me que não perdemos clarividência imediatamente após as saídas do Aimar e do Cardozo, pelo que não penso que as substituições tenham estado diretamente ligadas à quebra da equipa.

    Nos minutos que se seguiram à entrada do Jara em campo criámos meia dúzia de jogadas espetaculares, ao melhor nível da época passada, com os “artistas” todos a contribuirem para um festival de técnica e de espetáculo que só não resultou num ou dois golos por azar (a jogada que acaba com o Martins dentro da área e à qual só faltou um último toque é fenomenal!).

    O que aconteceu é que os artistas perceberam que, quando funcionam, têm qualidade de sobra para uma defesa como a do Nacional, e a partir daí acomodaram-se e deixaram de lutar. A isso juntou-se obviamente o cansaço de jogadores como o Gaitán (não percebo porque demorou tanto tempo a ser substituído, quando o Menezes se equipou duas vezes e antes dele já o Weldon se estava a preparar para entrar).

    Com isto quero dizer que a quebra da equipa se deveu principalmente ao excesso de confiança e à displicência de alguns jogadores, resultado talvez da juventude e do cansaço. Com o Aimar e o Cardozo em campo seria mais difícil isto acontecer, por isso eu diria que as substituições acabaram por estar indirectamente ligadas ao mau final de jogo, mas não foi por elas terem sido feitas que acabámos a sofrer.

    O Salvio é fantástico, o Sidnei precisa de ganhar ritmo para dar segurança à defesa, o Javi ressente-me muito (principalmente em termos físicos mas também no seu desempenho) quando o meio-campo ofensivo deixa de defender e o Roberto… não considero que tenham sido dois erros porque foram duas bolas largas ao segundo poste (e ele tem dois postes para defender), mas fica a sensação de que podia ter feito mais em qualquer um dos golos.

    Ainda assim, no primeiro o Coentrão não salta à bola (e não me parece que haja falta, se bem que se fosse o Luisão a saltar assim por cima de alguém tenho a certeza de que o golo não seria validado!), e no segundo deixa-se antecipar. Se em bolas altas é relativamente compreensível que ele possa ser superado, em antecipação isso não deve acontecer.

    Parece-me que o David, o Luisão e o Javi têm, desde os erros do início da época, um cuidado especial com este tipo de bolas que caem perto da baliza: atacam-nas sempre! Conhecer as limitações dos colegas e tentar que elas não se manifestem é trabalho de equipa e tem resultado. Não sei até que ponto a falta de entrosamento do Sidnei não teve influência nestes dois lances.

    Comentar por kravi — 23/01/2011 @ 17:35

  3. Uma vez mais a estatística do jogo não consegue fazer justiça ao domínio generalizado que tivemos sobre o adversário.

    “Me encantó la primera parte”!

    Pablito Aimar foi importantíssimo a delinear os ataques.
    Saviola, Cardozo, Sálvio e Gaitán também jogaram muito bem e encantaram.
    Javi mostrou porque é o titular na posição que ocupa. A defesa pareceu-me ter jogado de forma equilibrada. Apenas destaco negativamente as falhas dos centrais que proporcionaram os 2 golos do nacional.
    O Roberto voltou a manifestar dificuldade na saída em cruzamentos para a pequena área e pareceu-me que poderia ter feito muito melhor nos 2 golos que sofremos.
    O Carlos Martins rendeu o Aimar mas o jogo não lhe correu bem.
    O Jara teve melhor sorte pois substituiu o Cardozo e teve o mérito de marcar o golo da tranquilidade.

    Face ao domínio que exercemos sobre o adversário, a diferença de golos deveria ter sido mais dilatada.
    Voltando à estatística, continuamos a ser uma equipa normalmente mais faltosa do que os nossos adversários. Parece-me totalmente falso! Os critérios das arbitragens é que não são aplicados da mesma maneira.

    O David Luiz não jogou por estar castigado. Pelo que se ouve dizer, poderá estar de saída ainda este mês, para Inglaterra. Terei muita pena se não o voltar a ver, em nossa casa, com o manto sagrado vestido.
    Viva o Sport Lisboa e Benfica!

    Comentar por Mr C — 24/01/2011 @ 16:17

  4. Sem desculpar os centrais e não querendo colocar as culpas num só jogador porque ninguém defende sozinho, os dois golos resultaram de duas bolas jogadas já depois do segundo poste, ambas na área de intervenção do Coentrão. E ele estava lá.

    Acho que o Fábio está a crescer de forma, e gostei muito de o ver jogar ontem. Está feito um jogador espectacular, é um dos principais activos da nossa equipa e é um prazer vê-lo jogar na Catedral com a nossa Camisola! Tudo isto só para dizer que ninguém é perfeito, e parece-me que nestes dois golos ele podia ter estado melhor.

    Agora, é óbvio que no primeiro golo o Roberto poderia ter saído ao cruzamento (apesar de ter sido um canto bastante largo), e no segundo golo o Sidnei vê a bola passar-lhe à frente e o Luisão não acompanha o avançado que acaba por meter a bola dentro da baliza.

    É verdade que também falharam, mas acho injusto apontar apenas as falhas dos centrais como tendo proporcionado os dois golos do Nacional.

    Comentar por kravi — 24/01/2011 @ 17:50

  5. Touché!
    Não quis assacar responsabilidades exclusivamente aos centrais. Aliás vou rasurar a frase no comentário anterior.
    Queria significar apenas objectivamente que houve falhas da defesa (lateral, centrais e guarda-redes) que proporcionaram os golos do nacional.
    Durante todo o jogo, não me recordo do Luisão nem o Sidnei terem tido outras falhas relevantes. O próprio Roberto falhou o cruzamento que dá o primeiro golo do nacional mas minutos depois faz uma grande defesa e nega um golo ao adversário.
    Apesar do domínio que tivemos, é justo dizer que o nacional tentou até ao final anular a desvantagem que tinha.

    Comentar por Mr C — 24/01/2011 @ 18:30

  6. Relativamente ao Roberto, na minha opinião, mais gritante que a do 1º golo é a falha no 2º golo… Fica a ver a bola passar para o seu lado esquerdo e depois fica a ver a bola passar para o seu lado direito, sem nunca esboçar sequer vontade de se fazer à bola, enquanto levanta a mãozinha a pedir fora-de-jogo… Foi mauzito.

    Obviamente, não ilibando os Centrais e o Coentrão, que têm bastantes culpas nos dois lances – sem dúvida! E o Fábio falha a marcação ao seu adversário nas duas vezes…

    Concordo com o Mr C, teria muita pena se o David Luiz saísse em Janeiro. Para além de nem sequer o vermos actuar uma últma vez na Luz, sairía sem o brilho que teve a época passada. Não começou muito bem a época, mas está (como toda a equipa) a melhorar gradualmente. Acho que é um grande defesa central e será ainda melhor – os 25 Milhões que a Comunicação Social alega serem o montante de uma hipotética transferência são muitíssimo curtos!

    Comentar por BLA — 24/01/2011 @ 18:33

  7. A propósito do que o B diz sobre o David Luiz, 25ME é curtíssimo.
    É a tirania de clubes de ligas mais fortes que conseguem baixar o valor dos passes de jogadores de ligas menos fortes porque lhes oferecem remunerações muito elevadas, diria mesmo imoralmente elevadas, para que estes pressionem os clubes que detêm os respectivos direitos desportivos a vender.

    Comentar por Mr C — 24/01/2011 @ 18:44


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: