A Luz dos Aboim

04/05/2012

Alargamento e apoios

Filed under: SLB — Etiquetas:, , , , — Carlos @ 00:59

 

A Assembleia Geral da Liga de Futebol aprovou hoje o alargamento dos campeonatos profissionais de 16 para 18 clubes, a partir da próxima temporada.

Não faz sentido esta decisão de uma maioria dos clubes ditos profissionais. Acho até que se trata de uma medida disparatada que prejudica a competitividade das provas. A mexer nas competições profissionais, deveria ter sido para reduzir o número de clubes, nunca para o aumentar.

O alargamento vai provocar mais despesas para todas as equipas envolvidas mas não vai proporcionar aumento das receitas nem da qualidade competitiva.

São sobejamente conhecidas as dificuldades financeiras que atravessam a generalidade dos 16 emblemas que integram actualmente a Liga e muitos clubes dependem de subsídios que lhes são atribuídos pelas respectivas Câmaras Municipais. É notório que não conseguem gerar receitas que permitam suportar as despesas que têm mas, não obstante, insistem em ser despesistas e não os vejo preocupados em mudar de atitude. Acrescentar mais 2 clubes não traz nada de bom.

Aos organismos que dirigem o futebol não vejo capacidade nem vontade para inverter a situação de falência em que se encontra nem erradicar os males de que padece. Basta ver que os actuais presidentes da Federação Portuguesa de Futebol e da Liga Profissional são ambos indivíduos que pactuaram ao longo dos últimos anos com a corrupção no futebol português e que, por isso, não podem ter perfil para desempenhar os cargos que ocupam nem para escolher equipas de trabalho competentes. Um foi administrador da SAD do FCP (clube que assumiu o envolvimento em actos de corrupção) e o outro foi defensor jurídico de arguidos no processo Apito Dourado.

Incompreensivelmente, o meu Clube, apoiou a eleição do Presidente da FPF e tem estado calado sobre tudo isto que se vai passando em torno da nossa principal modalidade!

Estranho não ver quem se oponha com firmeza a estes desmandos e temo pelo que aí possa vir a seguir!

Anúncios

2 comentários »

  1. É uma medida absolutamente absurda!!

    Pensei que aquilo que se está a passar com a União de Leiria – penosamente a arrastar-se, sem dinheiro nem jogadores, neste final de Campeonato – serviria de despertador para muita desta gente que apregoa o alargamento da Liga… Mas não. Até porque eles sabem bem dos problemas que existem (bem melhor que nós), querem é dividir o bolo (pequeno bolo) de receitas ainda por mais pessoas. Alargar a hipótese de fazerem receitas à custa dos adeptos do SLB ainda a mais clubes, alargar as receitas televisivas da 1ª divisão ainda a mais clubes. Quando sanidade financeira não têm nenhuma!

    Deveríamos, sim, diminuir o número de clubes, obviamente. E só competiriam aqueles que dessem garantias de ser economicamente viáveis até ao final da temporada, como deveria ser lógico para todos! Só aí, diminuiria drasticamente o número de clubes…

    Ridículo e absurdo…

    E, sim, acho que os nossos dirigentes se deveriam insurgir contra este alargamento. O nosso silêncio incomoda-me. O nosso apoio à eleição dos actuais dirigentes da Liga e Federação envergonha-me!

    Comentar por BLA — 04/05/2012 @ 08:56

  2. Realmente não entendo o nosso silêncio sobre este assunto.
    Talvez estejamos tranquilos porque sabemos que a proposta não passa na Federação, tal como aconteceu quando queriam que o alargamento tivesse lugar já esta época.

    Jogos políticos à parte, é uma medida irresponsável e cujo objectivo nada tem a ver com futebol nem com a qualidade deste. É uma medida gananciosa e preguiçosa, de quem se prefere apoiar nos poucos que geram dinheiro do que olhar para o seu umbigo, admitir o que está a fazer mal e tomar medidas para que a auto-suficiência financeira seja uma realidade.

    As contas da Liga para justificar este alargamento são uma anedota.
    Sim, é verdade que os dois clubes extra que vão fazer parte da Superliga vão ter, por ano, 3 jogos de casa cheia (ou quase cheia) quando agora não têm nenhum.
    O que ninguém diz é que, para manterem um nível minimamente digno na Superliga, vão ter de aumentar os seus orçamentos para 4 ou 5 vezes o que gastam agora. E quando digo minimamente digno é não perder todos os jogos, porque a probabilidade de virem a descer na época seguinte é enorme.

    Ou seja, das duas uma: ou investem para terem um nível desportivo que não os envergonhe e financeiramente a subida já não compensa, ou não investem e desportivamente mais valia não estarem na Superliga.
    E assim será enquanto não perceberem que o que tem de mudar é a sua própria gestão e capacidade de rentabilizar os poucos recursos de que dispõem.

    Para o futebol português, que é o que devia interessar, é péssimo: lá vamos ter mais 4 jogos demasiado maus por época, com equipas pouco ou nada competitivas que se vão limitar a tentar não perder sempre.

    Comentar por kravi — 07/05/2012 @ 15:23


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: