A Luz dos Aboim

30/05/2012

Só me faltava mais este

Filed under: SLB — Etiquetas:, , , , , , — Carlos @ 21:42

O “este” a que me refiro no título é Eduardo Barroso, médico (profissionalmente competente, segundo consta), sportinguista que desempenha altos cargos no Clube, comentador desportivo, num programa televisivo, colaborador do jornal A Bola, indivíduo que manifesta um ódio profundo ao Benfica. Um verdadeiro lagarto!

Podia ser isto tudo que não mereceria a minha atenção mas escusava de ser hipócrita.

Como não costumo ler crónicas de gente facciosa, fui alertado para o facto de o referido indivíduo ter desferido hoje mais um dos seus ataques contra o Benfica, num artigo que escreveu em A Bola sobre pretensos gestos e atitudes do treinador Carlos Lisboa, no final do jogo que consagrou o Benfica Campeão Nacional de Basquetebol, no dragão caixa, há precisamente 1 semana.

Trata-se de um mero artigo de opinião com o qual podemos concordar ou não. Devemos no entanto aceitar a legitimidade de quem o produziu.

Digo já que não estou de acordo com o referido artigo mas não me daria ao trabalho de me pronunciar sobre o mesmo se não fosse o facto de o autor, sendo esse um direito que lhe assiste, não ter mostrado a mesma preocupação de agora em casos bem mais graves que se verificaram no desporto nacional, anteriormente. Embora haja muitos mais, estou-me a referir concretamente ao processo Apito Dourado, no futebol, e mais recentemente a uma alegada tentativa de suborno de um árbitro, também de futebol, envolvendo um dirigente leonino!

Relativamente às imagens da “indignação” de Eduardo Barroso:

  • Quem assistiu à transmissão televisiva do jogo de basquetebol que teve lugar no dragão caixa sabe que a mesma esteve a cargo do Porto Canal.
  • Quando o jogo terminou, não foram transmitidas quaisquer imagens dos festejos de vitória dos elementos afectos ao Benfica. A realização limitou-se a transmitir em directo algumas imagens de elementos da equipa do fcp que mostravam o desânimo dos seus jogadores, técnicos e dirigentes e a agressividade de adeptos portistas nas bancadas.
  • A transmissão televisiva do Porto Canal omitiu a violência exercida sobre os elementos do Benfica.
  • Após o fim do jogo, não houve qualquer referência nem protesto por parte de dirigentes ou elementos portistas a provocações de elementos do Benfica.
  • Passadas muitas horas sobre o final do jogo aparecem imagens através da televisão que pretendem ilustrar a provocação dos benfiquistas aos adeptos portistas. Ou seja, de uma assentada, tirou-se relevância à conquista do 23.º Campeonato de Basquetebol pelo Benfica  (o único facto verdadeiramente importante a reter daquela noite) e passou-se a dirigir exclusivamente a atenção para o alegado mau comportamento do técnico e jogadores benfiquistas.
  • Já não se fala da conquista do título pelo Benfica. Já não se fala da perda do título pelo fcp. Só se fala de Carlos Lisboa. Não se fala de outra coisa! 
  • Ora, as imagens referidas foram deliberadamente alteradas. Foram manipuladas! As imagens da “indignação” que passaram na televisão constituem a mistura de imagens de dois jogos distintos! O segundo e o quinto jogos do playoff, ambos no dragão caixa. Alguns gestos de intervenientes foram propositadamente replicados para parecer que tinham sido executados repetidamente.

Tenho por princípio procurar não encobrir situações que sejam reprováveis mas não posso, neste caso, desviar a atenção do que é essencial (a conquista limpa e justa de um título) para pactuar com a aldrabice.

O jogo foi leal e sem casos, bem disputado embora não muito bem jogado. Até ao último segundo houve incerteza no resultado. Ganhou o Benfica mas podia ter ganho o Porto. Se o Benfica não tivesse ganho, eu teria ficado aborrecido mas teria saudado a minha equipa, pelo forma como se bateu dentro de campo, com garra e competência. Ao invés, não vi nenhum portista orgulhoso do bom jogo que a sua equipa fez, apesar de não ter sido suficiente para lhes dar a vitória. Aquela gente não sabe perder!

Quando calhou ao Benfica sagrar-se campeão em casa do fcp, nunca conseguiu receber os respectivos troféus dentro do campo! Esse é um facto que não vejo ninguém referir.

Não creio que haja inocência neste assunto!

Do representante de um dos mais importantes clubes nacionais, exige-se mais. Muito mais! Não acredito que não haja melhor, entre os adeptos desse clube! Mas foi ele o escolhido e, nessa medida, não há nada a fazer.

Anúncios

2 comentários »

  1. Já se sabe: a lagartagem gosta sempre de opinar sobre o Glorioso…

    Gostam de escamotear algumas nossas glórias com situações inventadas ou a que dão importância exagerada e despropositada.

    O Lisboa fez duas vezes (só 2 e não 30 como quiseram fazer passar algumas televisões!) um gesto que considero desnecessário. Passou o jogo a ser insultado e cuspido e, qual panela de pressão, quando atingimos a vitória após tamanho sufoco, explodiu. Mas não devia ter descido ao nível deles.

    Dito isto, a actuação das televisões neste aspecto foi vergonhosa e criminosa! Misturar imagens de um “desaguisado” com o adjunto deles no segundo jogo com as imagens da celebração do Título no quinto jogo, repetindo-as até à exaustão, é desonesto! Tudo isto ao mesmo tempo que não comentavam acerca do comportamento violento dos adeptos porcos! Desonesto!

    O jogo em si foi de uma emotividade extrema e um bom espectáculo de Basquetebol. Ganhámos e ganhámos bem, fomos a melhor equipa!

    O Barroso deveria era preocupar-se com os adeptos arruaceiros do clube dele que incendiaram o nosso estádio e com a pobreza de exibições que a equipa dele vai mostrando de ano para ano. Sabemos que nada podemos fazer para que os nossos rivais de sempre deixem de nos ter a toda a hora na cabeça – está-lhes no sangue, desde a fundação do clube deles…

    Resta-nos ignorá-los. Particularmente Barrosos destes, nitidamente pouco inteligentes nas apreciações que fazem.

    Viva o Glorioso!

    Comentar por BLA — 31/05/2012 @ 16:44

  2. Realmente, haja paciência!
    Nem inteligentes são na altura de atacar o Glorioso. Fazem-no sem pudor, irreflectidamente e sem pensarem no ridículo das suas palavras.
    Quem é testemunha calada durante anos a fio do trabalho de um serial killer e depois fica indignado com um carro estacionado em cima do passeio só pode ser burro. Ou propositadamente desonesto.

    Comentar por kravi — 08/07/2012 @ 10:34


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: