A Luz dos Aboim

31/08/2012

Mercado

Filed under: SLB — Etiquetas:, , , — ivo980 @ 15:18

Ao que tudo indica, o Javi García está de partida. Faltam-me palavras para descrever o que realmente acho desta operação. Calculo que na mente dos nossos responsáveis, esteja a possibilidade de jogarmos em 3-0-7, assim também resolvemos a questão do lateral esquerdo…
Compreendo as leis do mercado, sei como funcionam. Mas perder um jogador como o Javi no último dia do mercado, sem ter acautelado um substituto à altura (complicado), é um tiro no pé à moda antiga.

Anúncios

07/05/2012

Balanço

Filed under: SLB — Etiquetas:, , , — ivo980 @ 20:33

(Antes de mais, fica a penitência pelos longos meses de ausência, enquanto colaborador activo  deste blogue)

Agora que cai o pano sobre mais uma época futebolística (e não só), deixo aqui a minha perspectiva sobre o que aconteceu.  No que diz respeito à nossa equipa de futebol, ainda que o enredo não tenha sido muito diverso do da época anterior, existiram algumas “nuances” que me parecem decisivas.

Erros próprios? Vários. Do meu ponto de vista os erros foram essencialmente do Jorge Jesus, parece-me indiscutível. A dada altura da época parecia ser um treinador que tinha aprendido com os erros, menos gabarolas, com uma gestão mais inteligente do plantel – que diga-se, era bastante melhor do que o do ano passado. Mas não, os erros acabaram por ser os mesmos.

A já gasta questão do Emerson/Capdevila é, obviamente, o exemplo mais gritante. Essencialmente por demonstrar arrogância e prepotência por parte do técnico, mais preocupado em provar que estava certo, do que com os superiores interesses do Benfica. Para além da inquestionável qualidade do internacional espanhol, e da mediania evidenciada por Emerson (ainda assim o menos culpado nesta questão), tornou-se ridículo ver o brasileiro em sérias dificuldades físicas e anímicas, ser consecutivamente lançado às feras de três em três dias, só porque “Jesus é que sabe”.

Qual o motivo para terem desaparecido jogadores como Nolito, Saviola, Matic? O espanhol, ainda que tenha perdido algum gás, sempre se revelou incoformado, e mais do que isso, a provar “estatisticamente” a sua utilidade, com inúmeras assistências e golos. Matic não começou bem, mas cumpriu sempre, e em várias partidas teria permitido ao Javi o merecido descanso. Saviola? É o Saviola! Ainda que também tenha tido alguns jogos mais cinzentos, é um jogador de topo, habituado a responder perante a pressão. É certo que o Nélson Oliveira é dos nossos e tem um tremendo potencial, mas “passar à frente” do Saviola, de forma tão persistente, pareceu-me precipitado.

Segundo rezam as crónicas, JJ é o treinador mais bem pago de sempre, no futebol português. Com isso, vem maior responsabilidade e naturalmente, maior exigência. Ainda que defenda total liberdade para o treinador, acho que devia existir alguém na estrutura que o chamasse à atenção.

Rui Costa, onde anda? O que faz efectivamente? O Carraça? “Blinda o balneário”? Isso é profissão? Continua a existir muita confusão na estrutura do futebol benfiquista.

Tudo isto é culpa nossa. Tudo isto contribuiu para perder o título, para uma equipa vulgar, treinada por um zero à esquerda. Mas não foi só isto.

Sou da opinião que quando uma equipa fica a muitos pontos do primeiro lugar, não deve ter moral para se queixar de nada (ver o caso dos nossos vizinhos), porque ninguém fica 16 pontos do primeiro posto por causa das arbitragens. Mas há quem fique a seis.

Tenho tido acesas discussões com amigos benfiquistas, para quem o facto de sermos prejudicados, “é normal”, “sempre foi assim”, “temos é de jogar dez vezes mais do que os outros”.

Eu não concordo, de todo. Não pode ser norma entrar numa competição e aceitar pacatamente que vamos ser prejudicados, e que teremos de conviver com isso resignadamente.

Se eu gosto de me queixar dos árbitros? Detesto! Tenho até alguma vergonha de o fazer, porque se tornou o refúgio dos incompetentes, dos fracos. (Sim, esses).

O certo é que, na altura fulcral do campeonato, fomos roubados de forma inqualificável. E para não alongar um texto que já vai longo, farei referência apenas ao jogo em Coimbra, com a Académica e em casa com o FC Porto. Mas creio que a jornada em que o Benfica foi a Vila do Conde empatar com o Rio Ave a duas bolas, é o resumo perfeito de uma época.

Em termos pontuais, a luta continuava. O Benfica tinha de vencer para acalentar alguma esperança de alcançar o clube assumidamente corrupto. Mas havia pressa para acabar com a questão, não fosse a coisa complicar-se. E como? Fácil: 2-2 com 10, 15 minutos para jogar, dois penáltis absolutamente escandalosos a favor do nosso clube (com abalroamentos a Cardozo e a Saviola) foram sonegados com a maior das tranquilidades, perante a indiferença (calculada e militante) dos comentadores televisivos, e pior, da nossa parte. Estamos a entrar num caminho perigoso, o de aceitar estas situações sem qualquer reacção. É certo que nós, adeptos, pouco podemos fazer, a não ser denunciar as situações.

Os nossos dirigentes podem. Mas não da forma arcaica e parola como o fazem. Tem de ser com uma estratégia de comunicação inteligente e com classe. Não para obter favores para as nossas cores – nós não somos assim, não festejamos títulos ganhos de forma suja, assobiando para o lado – mas para que acabe de vez a corrupção que nos últimos 20 e muitos que anos vai garantindo títulos ao clube corrupto. E por isso, simplificando, perdemos o título por culpa própria (30% porque ainda assim fizemos o suficiente para ganhar o título) e por culpa das forças ocultas (70%, porque só não vê quem não quer).

Para a próxima época, teremos de entrar em força. Ter uma grande equipa, cada vez melhor. Um grande lateral esquerdo, uma alternativa ao Maxi na ala direita. Um treinador mais astuto, que crie mais alternativas tácticas, que saiba gerir a riqueza do nosso plantel. Apostar claramente no Rodrigo para o lugar de ponta-de-lança, onde seguramente será um dos melhores do mundo – creio que o ciclo do Cardozo acabou, até pela idade.

O texto está extenso, um tanto ou quanto confuso, admito. Resulta da emoção com que é escrito, emoção que vem da paixão pelo meu clube, o maior de todos.

Saudações benfiquistas.

25/09/2011

Maturidade

Filed under: Boas-vindas — ivo980 @ 14:24

Embora tenhamos perdido dois pontos, fiquei satisfeito com a resposta da equipa no jogo de sexta.feira. Não criámos as oportunidades que esperava, mas de um ponto de vista “resultadista”, compreendo a abordagem do JJ. Tenho vindo a apreciar o facto de sentir que a nossa equipa está mais matreira, tacticamente mais responsável. Não perdemos a vertigem ofensiva, mas perdemos algum romantismo ingénuo.

Ah… e o golo do Gaitán! Que passe ge-ni-al do Saviola, de costas, com o pé esquerdo, puro instinto de craque. A finalização foi perfeita, quando a bola bate na trave e entra, o golo tem sempre mais impacto.

Se o golo do Gaitán fosse uma frase, seria: “Pouco barulho, tenham calminha, que de vermelho está o Benfica”.

07/06/2011

Novo equipamento!

Filed under: Boas-vindas — ivo980 @ 14:57

25/02/2011

Fácil

Filed under: SLB — Etiquetas:, , — ivo980 @ 17:47

O que dizer da vitória em Alvalade? Pouco. Foi fácil, natural e com uma superioridade que chega a ser confrangedora para os lagartos. De realçar a espantosa arbitragem de Soares Dias, que roçou o ridículo.

É só isto.

08/02/2011

Ponto de situação

Filed under: SLB — Etiquetas:, , — ivo980 @ 19:53

Para começar subscrevo em absoluto os posts relativos à partida no estádio do ladrão, bem como à despedida emotiva do BLA ao David Luiz. Só discordo na parte negocial da coisa. Acho que dado o contexto actual, é um valor excelente e que nos permite ter capacidade para continuar à procura de jogadores de qualidade. Acho que (também) neste campo foi um ano muito bom.

Após a vitória (simples) sobre a gatunagem, fomos ao Bonfim vencer com clareza, embora sem grande brilhantismo. Paciência.

Sendo um tema já “gasto” entre nós, nunca me canso de referir que as equipas contra o Glorioso apresentam níveis de motivação e agressividade que – a serem usados mais frequentemente – fariam da Liga portuguesa uma competição bem mais interessante.

O ódio que despertamos só pode ser visto como uma consequência da grandeza, que faz com que todos pareçam tão pequenos.

Numa nota não relacionada: ontem fui deixar o carro à oficina, para mudar os rolamentos. Fiquei transtornado, mas depois pensei: “bom, pelo menos não sou sportinguista”.

17/01/2011

Basta.

Filed under: SLB — ivo980 @ 16:52

Embora habitualmente não esteja de acordo com a forma  espalhafatosa e pouco eficaz como o nosso departamento de comunicação lida com algumas situações, tenho de concordar com o comentário ontem feito pelo João Gabriel, em relação aos comentários da Sporttv no decorrer da partida de ontem. Já é certo e sabido que o nosso clube é frequentemente mal tratado nesse canal, mas ontem bateu todos os recordes. Não me dei ao trabalho de confirmar o nome do “jornalista”, e muito menos do comentador, simplesmente porque não vale a pena o trabalho. Mas foi escandalosa a forma como os lances mais polémicos foram abordados. É certo que o nosso golo foi irregular, mas a forma como o “jornalista” se referiu a ele, até à exaustão, como justificação única para o resultado final, foi absurda. Chegou a ser risível ouvir o comentador (bolas, tenho de descobrir quem é) a afirmar categoricamente que no lance do Coentrão – em que o nosso jogador foi claramente derrubado na área da Académica – não havia lugar à grande penalidade! E mais! A expulsão do Pape Sow era “exagerada”. E isto foram apenas dois detalhes de hora e meia de ataques dissimulados (ou nem tanto) e tentativas de manipulação da opinião de quem assiste à partida.

Dito isto, espero que finalmente cessem os acordos com a Olivedesportos, e que o nosso clube saiba seguir outro rumo. É evidente que temos capacidade para receber muito mais dinheiro pelos direitos das transmissões televisivas, e não estarmos sujeitos a esta máfia, que se serve de nós, e ainda por cima nos falta constantemente ao respeito.

Estarei cá para ver o abanão que a Sporttv vai levar, quando o Benfica seguir outro rumo. E não vai ser bonito.

No final deste mês farei a minha parte, vou cancelar o serviço. Pagar uma quantia exorbitante para estar a ser ofendido no meu sofá, é demais.

Saudações.

07/12/2010

Podemos estejar descansados

Filed under: SLB — ivo980 @ 12:40

‎No lançamento para o jogo de hoje à noite, com o Schalke, JJ fez um balanço da Champions até à data: “Esses jogos FEZ com que a equipa crescesse, e VAIA estar mais forte na EUROLIGA”
E entretanto já aponta (novamente) para as meias-finais.
Nada temos que temer.

28/11/2010

Cardozo!

Filed under: SLB — ivo980 @ 20:53

Serei breve.

– Voltámos às vitórias.

– Assinámos 80 minutos de excelente nível.

– Confirma-se em absoluto que a equipa necessita de um médio que confira equilíbrio e disciplina táctica à equipa. E esse médio é, neste momento, Ruben Amorim.

– And last, but definitely not least, o regresso inspirado do nosso goleador, que é muito mais do que isso.

– A minha barrinha de fé na equipa subiu um bocadinho.

Saudações.

(Espero que tenham tido oportunidade de ver a partida entre o Roger Federer e o Rafa Nadal. Foi, como sempre, excepcional. E ganhou o Rei, de uma forma sublime.)

21/10/2010

JJ isto não é a Liga Europa…

Filed under: SLB — Etiquetas: — ivo980 @ 00:15

Após a partida com o Lyon, fico com a mesma sensação que tive aquando da partida na Alemanha, com o Schalke. Entregámos o jogo ao adversário, e não fizémos tudo o que poderíamos ter feito.

Não vou repetir a conversa das lacunas tácticas, sobre as quais me debrucei na jornada anterior da Champions, mas não o faço só para não me repetir, porque os problemas foram exactamente os mesmos.

Sempre admirei a coragem do JJ na abordagem aos jogos, quer no discurso, quer na forma como a equipa se apresenta. Mas há uma linha muito ténue entre ser corajoso e ser burro, e entre ter um discurso confiante e ser fanfarrão. Acho que sem perder a garra que o caracteriza, o JJ devia ser mais cauteloso na forma como aborda os jogos da Champions, tanto no discurso, como na forma romântica/ingénua como escolhe a equipa.

Não me vou sentir diminuído se vir a minha equipa um pouco mais cautelosa e matreira a jogar em casa do Lyon, que possui uma excelente equipa, quiçá mais forte do que a nossa.

O intervalo comprova a minha teoria. Parece-me irresponsável a forma como o JJ (não) organizou a equipa, e não fosse o Roberto o resultado poderia ter sido bem pesado.

Obviamente continuamos com a passagem nas nossas mãos, mas é preciso entender que não estamos a jogar contra o Gent, ou o Levski de Sofia. Humildade e frieza recomendam-se.

Saudações.

Older Posts »

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: